E 2016 está acabando. Semana do Natal, clima de festas… Não vou fazer um post de BI, hoje. Ou melhor, não vou fazer sobre BI, em si, mas sobre as coisas boas que BI  alavancou.


Se veio atrás de BI hoje, lamento – agora só ano que vem! Mas você é bem-vindo para terminar de ler este post aqui. Ele diz respeito à você. ;-)


Ao longo destes anos eu recebi muitos comentários simpáticos e elogiosos aqui no blog e essa é uma das coisas que BI proporciona: interação entre profissionais, invariavelmente apaixonados pelo assunto. Graças a BI eu pude estender meu círculo de relacionamentos e conhecer muitas pessoas bacanas por aí.

Piegas? Claro!!! :-D

Sempre que eu venho aqui, tentar dividir o pouco conhecimento que eu consigo acumular, eu enfrento um desafio, que para mim é enorme. Eu me forço a alinhar idéias de forma clara, concisa, com começo, meio e fim, sempre garantindo um valor mínimo para meu visitante. Quero que, quando alguém ler um dos meus posts, saiba o que o espera, e que ao terminar tenha ganhado algo. Raramente eu me permiti simplesmente “copiar-e-colar” alguma coisa aqui, mas mesmo assim sempre prezei por adicionar valor ao meu leitor.

De novo, os comentários que eu recebi me sugerem que eu tenho conseguido atingir esse objetivo. Obrigado por me contarem!

Juro para vocês, toda terça-feira eu começo a surtar, entro embaixo da mesa, abraço as pernas e fico balançando, acocorado, repetindo “não vai dar, não vai dar”… Mas quando chega na quarta-feira de manhã eu já tenho uma boa idéia do que eu quero, do que vai ser o post e como escrevê-lo.

Enfrentar esse “desafio intransponível” semanal é mais uma dessas coisas que ser apaixonado por BI tem me proporcionado. Claro que é uma tortura auto-imposta, e falhar não traz nenhuma consequência. Com esse exercício eu tenho aprendido a me auto-motivar e a buscar inspiração, situações nem sempre disponíveis no meu trabalho. Neste ano todo, falhei em publicar na quarta-feira apenas uma vez.

The Year Of The Data Vault

E para fechar o singelo post de hoje – clima de Natal! êêêêhh!!! – quero destacar um comentário que recebi recentemente, por e-mail:


Em 15/12/2016 17:41, X escreveu:

Só compartilhando uma coisa bacana. Você disse sobre a automatização na criação do Data Vault e estou vivendo isso. Muito bom! Não automatizei, mas com um simples “substituir” no xml, o processo fica semi-automático.

Estou amando Data Vault. Data Vault é vida! Data Vault é amor!


Esse comentário está sendo reproduzido aqui com a autorização de X. ;-) Muito obrigado, X!

Como eu ia dizendo, eu tratei de vários temas em 2016 e tentei falar menos de ferramentas e mais de conceitos. Tratar de ferramentas, especialmente do Pentaho, que eu adoro, é divertido, mas tende a ter uma relevância menor para os visitantes, enquanto que conceitos ou experiências são úteis para mais gente e permanecem válidos por mais tempo. Por isso eu acabei falando bastante sobre Data Vault, que tem muito ainda a ser explorado tanto em termos concretos quanto conceituais. E, de alguma forma, de repente, o assunto começou a ganhar tração aqui no Brasil, e o número de interessados aumentou, comparado a 2015.

Mesmo assim, a rasgação de seda acima me pegou de surpresa. Na verdade, fiquei completamente desarmado. Eu sou um cara que, quando se envolve, se apaixona pelo assunto. Eu passo a respirar, comer, vestir, beber etc. o assunto – minha esposa que o diga. E arroubos como esse eu acabo experimentando com frequência – mas ver um assunto motivar tanto alguém a ponto de declarar “Data Vault é vida! Data Vault é amor”, bom, eu caí da cadeira! :-D Esse cara é meu herói!

E essa é a coisa mais legal que escrever aqui tem trazido para minha vida. Paixão. Um canal para extravasar minha paixão pela ciência dos dados nas organizações, um lugar para exercer meu lado cientista, físico, e atingir realização profissional em um nível ímpar.

Nada disso teria a menor graça se não houvesse alguém do outro lado para ecoar, para irmanar essas realizações.

Se você não estivesse aí me aturando. ;-)

Muito obrigado por passar por aqui. Espero que você leve algo consigo e volte semana que vem para mais um pouco. Prometo que vou me esforçar para valer a pena!

Feliz Natal!!
Feliz Natal!!

Fábio de Salles
21 de Dezembro de 2016

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s