Há algum tempo eu recebi, na rua, este folheto:

WD-40: muito mais que só um aerosol bonitinho.
WD-40: muito mais que só um aerosol bonitinho.

Quem diria, não? Eu cresci usando WD-40 para quase tudo – de matar formigas a efeito sonoro, passando por desengripante e, claro, anti-ferrugem (o nome é uma referência a deslocamento de água, versão 40.) Mas jamais imaginei que o fabricante do WD-40 oferecia uma linha de vários outros produtos. O folheto que mostra a famosa lata aerosol, mostra também latas de diferentes quantidades do mesmo produto e frascos de coisas como “lixa líquida” e
“graxa branca” (o fim das manchas, com o mesmo poder de lubrificação? Ui! :-D )

Mas, é só lubrificação! Como pode uma única empresa, detentora de um único produto famoso, ter uma quantidade de opções??

Respondo-vos eu: e daí? O que é que tem uma coisa a ver com outra? O que é que proibe a empresa que fabrica um produto multi-uso de ter outros produtos?

Existe uma certa tendência, em TI, a pensar nos nossos produtos como coisas abrangentes, que encompassam tudo. O inglês oferece uma expressão precisa para esse sentimento: one size fits all, ou seja, um tamanho serve para todos.


Será que os softwares e hardwares são desenvolvidos nas fornalhas amaldiçoadas de Mordor?

   Three Rings for the Elven-kings under the sky,
   Seven for the Dwarf-lords in their halls of stone,
   Nine for Mortal Men doomed to die,
   One for the Dark Lord on his dark throne.
   One Ring to rule them all. One Ring to find them,
   One Ring to bring them all and in the darkness bind them.


Mas estou digredindo.

Quem acompanha meu blog sabe que eu tenho uma fixação por propagandas de produtos que prometem fazer tudo com uma só ferramenta. Não tenho problemas com empresas que se prestam a servir tudo, ou one stop shops, mas com empresas que oferecem um único produto e afirmam que ele pode fazer tudo, que ele dispensa qualquer outro complemento.

Esse tipo de mensagem prejudica o cliente, o consumidor, por um motivo muito simples: todo mundo quer ouvir que seu problema tem uma solução fácil.

Mas em TI, e principalmente em BI, não existem soluções fáceis ou óbvias ou tão simples que um mané qualquer pode construir. Se fosse verdade, não teríamos tanta evidência anedótica de projetos que deram errado, de times que ouviram o canto da sereia “one-size” e depois precisaram recolher os cacos e recomeçar.

Pensem em lubrificação: uma coisa simples, só fazer escorregar mais facilmente. Agora pensem em quantas opções de lubrificantes existem. O que gera essa variedade? O uso, os materiais envolvidos e até a dinâmica dos corpos em atrito! Ou você nunca escorregou em um piso molhado que, pisado da forma certa, oferece firmeza?

E essa variedades de opções se estende por uma infinidade de assuntos – basta pensar em alguma coisa e você vai ver que não existe essa coisa de “one ring”, para nada.

E porque continuamos buscando isso em BI? Porque ainda queremos que isso seja verdade?

Não sei, mas o fato é que não é.

Conclusão

Como dito, eu já comentei e dei aqui vários exemplos de como forçar uma ferramenta em todas as funções pode ser um grande erro. Bom, eu tive oportunidade de conhecer melhor dois produtos semana passada, [Alteryx][_bitly] e [Tableau][_bitly]. Adivinhem a mensagem central?


Você só precisa desses dois produtos, mais nada.


Ai, ai, esse ramo não tem jeito, mesmo. Pelo visto, sempre que um fornecedor de BI puder, ele vai tentar reduzir tudo ao mínimo. Mas o cenário talvez esteja melhorando, afinal ouvi dizer pela primeira vez (fora o SAS, que sempre ofereceu um carrilhão de opções) que precisamos de dois produtos! Um para ETL/Analytics, outro para Visual Analytics.

Bom, de qualquer maneira, o fato é que eu ainda preciso estudar mais esses produtos para poder negar a afirmação do fornecedor. Por enquanto, pelo que eu vi, de fato cobrem muita coisa e não é impossível que sejam mesmo o único produto necessário…

… se você ignorar sistema operacional, bancos de dados, diagramação, modelagem matemática etc. etc. etc.

Ai, ai. ;-)


O ano está chegando ao fim. Os próximos posts falarão sobre alguns livros interessantes que li este ano e fecharão a série de soluções clássicas, apresentando o Cálculo Atuarial. Até lá!

4 comentários sobre “Uma Ferramenta Para Cada Caso

  1. Pelo menos uma vez por semana passo por aqui pra ver as novidades, já ansiosa pelo post dos livros, parabéns pelos conteúdos Fábio!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s