Um dashboard é uma exibição da informação que é a mais importante e necessária para atingir um ou mais objetivos, consolidada e arrumada em uma única tela tal que a informação possa ser monitorada em um relance.

Essa é a definição que Stephen Few dá no livro Information Dashboard Design. O original diz o seguinte:

A dashboard is a visual display of the most important information needed to achieve one or more objectives; consolidated and arranged on a single screen so the information can be monitored at a glance.

Ele publicou isso pela primeira vez na Intelligent Enterprise Magazine, em 17 de março de 2004 (às 14H00min, hehe.)

O mais legal é que ele chegou nessa definição depois de analisar vários exemplos. Ou seja, ao invés de postular o que deve ser um painel de instrumentos de BI e procurar evidências de que ele está correto, ele analisou vários painéis, sob vários assuntos e feito por várias empresas (desde fornecedores aos próprios clientes) e só então sumariou o que viu na definição acima.

Bom, eu não sou ninguém nessa área, como são nossos amigos Pedro Alves e Caio Moreno, mas eu concordo com ele. Primeiro porque ele interpretou o uso dado à tecnologia, capturando a realidade. Segundo, porque a função de um painel de instrumentos é, de uma olhada, captar o estado da máquina e decidir ou não pela ação (e eventualmente qual.)

E qual é a importância disso? Toda e nenhuma (Edu, essa foi por você! ;-) )

Toda, porque se alguém hoje me perguntar “o que é um dashboard?” eu vou saber responder, com uma definição sensata, prática e útil.

Nenhuma, porque se alguém decidir construir um dashboard “analítico”, do tipo que é clicável até na linha de status, que faz tudo e mostra tudo, é polimórfico, animado e tem som, ele vai construir. Quem decidir fazer qualquer coisa que não sirva para, em um relance, assimilar a informação necessária para atingir um ou mais objetivos, vai fazer. O que fica é a sempre a pergunta: serviu ao seu cliente? Entregou o que ele pediu, foi o que você prometeu? Se sim, então as palavras do sr. Few são apenas cócegas no hipotálamo (você já sentiu cócegas lá? Não? Sim? Fez diferença?) ;-)

É isso. Acabou minha hora de almoço. Vamos lá!

Um comentário sobre “Definição de Dashboard

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s