Empresas são divididas em partes: há uma parte que vende, outra que fabrica, outra que cuida da limpeza, outra que cuida dos computadores etc.

E quem, na empresa, cuida de BI?

A TI? Sério? “Qualé, Fábio, é claro que é a TI! Afinal, BI é um aplicativo/sistema/etc!”

Pois o fato é que BI e TI são água e óleo. Não quero dizer que eles são inimigos, mas sim que a cabeça de um cara que mantém um processo de ETL é diferente da cabeça do que cuida do servidor, um cara que escreve relatórios não necessariamente é um DBA, e assim por diante. Não dá para uma pessoa – ou um departamento – manter essas duas coisas tão distintas na cabeça, e fazer as duas bem (ou a alguém prefere fazer duas coisas mal e porcamente a uma só, bem-feita?)

Mais: quando você precisa de uma extensão da sua solução de BI, você procura o projeto de BI da TI. Já viu o tamanho do “projeto” de sistema operacional, ou de redes? Isso mesmo: não existe um “projeto” em TI que não cuide de TI! O time do ERP pode estar alocado na TI, mas é o time do ERP, não um projeto da TI.

Isso não é um fato óbvio, mas para uma empresa aproveitar tudo que BI pode oferecer ela precisa contar com uma equipe dedicada ao assunto, livre do risco de ser alocado em outras coisas, e com um “balcão” para atender à empresa. Essa não é uma idéia nova, aliás, mas está um pouco fora de moda. Muitas empresas que tentaram criar seu centro de BI fracassaram e desistiram, o que aumentou a rejeição à idéia.

Um centro de BI precisa de umas poucas coisas (fora ferramentas, infra etc.):

  1. Analistas de Negócios, para ser o ponto de contato da área de BI com a empresa. É uma função pública e notória, tal que qualquer um dentro da empresa sabe quem procurar para pedir algo de BI. Tem que ser uma pessoa com experiência na área, com habilidade de atendimento a cliente.
  2. Time de ETL, que monta e mantém os processos de carga dos dados.
  3. Time de Analistas de BI, uma equipe que acumula as funções de manter os auto-serviços da área de BI (a.k.a. tudo que o usuário faça sozinho) e atenda demandas pontuais. Por exemplo, são esses empregados que vão construir um relatório pré-formatado, um dashboard, fazer um projeto de Data Mining etc.
  4. Estatístico. Esse papel pode ser de um empregado, ou tercerizado por demanda. É ele quem realiza as análises mais sofisticadas, que são demandadas pelo time de Analistas de BI. (Um projeto de Data Mining envolve mais coisas que só fazer a análise – preparo dos dados, integração de resultados etc.)

E quando faz sentido montar essa equipe?

Normalmente, demandas de BI – acesso a dados da empresa para apoiar decisões – já são tratadas por departamentos de TI. Então, a menos que você tenha pulado através de uma máquina do tempo, vindo de antes da década de 90, você não precisa começar um projeto de BI já com departamento próprio – com certeza sua empresa já tem ao menos uma parte da TI que atende demandas de BI, mesmo que não tenha esse nome.

Quando essa parte da TI crescer ao ponto de consumir recursos de outras funções do departamento, chegou a hora de separá-la em um departamento só para cuidar de BI.

Também é uma opção a ser testada se a TI recorrentemente desvia os envolvidos nas funções de BI para tarefas do departamento. Como TI tem o mandato de manter a infra-estrutura informatizada da empresa funcionando, ela não pensa duas vezes em sacrificar os envolvidos com BI para manter servidores no ar, a rede íntegra, os sistemas rodando. Nesse cenário, a iniciativa de BI pode viver em eterno estágio de projeto zumbi: não morre de vez, mas também não está vivo. Não poder contar com informações confiáveis sobre seu negócio é um veneno lento – cedo ou tarde uma decisão errada e grande demais vai comprometer os resultados. Para evitar isso, separe o miolo de BI da TI, ou invista em uma equipe nova, à parte.

2 comentários sobre “Departamento de BI

  1. Muito bom Fábio. Coincidência ou não, seu post veio a “calhar” para mim, pois finalmente vou poder iniciar um projeto de BI na empresa em que trabalho (decidido hoje, 29/06/12) à partir de meados de julho e vou ficar atento as suas palavras. Apesar de ser um projeto piloto, espero que não vire um projeto zumbi. Valeu mesmo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s